quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Raul Seixas From Hell

Raul Seixas, From Hell



Acima, o guitar man Wilson dando um toque no Raul.
É ou não é from hell?


Raul Seixas revisitado e renascido do inferno?

Desde tempos imemoriais as Palhetadas não são mais do diabo, são do RockMesmo assim, como falar de Raul sem lembrar que ele é o pai do Rock Nacional?

Em nossa formação cultural, sabemos que não somos um grande centro. Tudo bem!

Mas nós, carijaciquenses, sempre recebemos a influência da cultura rocker nacional bem rapidamente.

Isso aconteceu com o Movimento Punk que, tendo começado em Londres nos meados da década de 70, chegou a São Paulo em 78, e em Vitória e Cariacica em 81.

Isso também se deu com o Rock Nacional da década de 80. Suas estrelas surgiam no Rio de Janeiro e em São Paulo, e logo eram cultuadas por todos nós...

Por isso também consagramos Raul Seixas como um de nossos herois...

Público de Rosa da Penha, da Expedito Garcia, do Oriente e de Nova Brasília para ver Raul até debaixo de chuva...


Mas além de cultuar, nós o reverenciamos com covers perfeitos.

Mas na noite do último sábado, fomos além.

Banda A Metamorfose: Gilson Churrasco no vocal,
Wilson na guitarra, Luiz no baixo e Tiago na batera

Revisitamos Raul Seixas e "demos um toque" no pai do rock...

O resultado? Estamos de parabéns, porque, desta vez, Raul chegou revisitado from hell.

Revisitado pela ousadia de Gilson Churrasco, que em sua epopeia rocker, desafia as tonalidades que por vezes não alcança sem desistir de tentar outra vez.



Parte desse mérito é dguitar man Wilson, parceiro das antigas, que veio lá da Nova Brasília, do outro lado da BR, trazendo consigo samurais e ninjas assassinos de gengibre...

Pretinho, do Oriente, e a turma de Nova Brasília: from hell

Ao centro, Flávio e amigos: o "fazedô" da
camiseta do evento, lá da Nova Brasília

E mesmo com todas as adversidades - chuva, equipamento completo na última hora e uma banda recém formada - Gilson Churrasco desafiou suas capacidades e cumpriu mais do que esperávamos.

Churrasco é Punk, porque não desiste do underground...

Montou um estúdio em sua própria residência, não se importando em transportar os músicos de sua ex-banda até o local de ensaio e depois devolvê-los em suas casas, só para ver o ensaio acontecer.

E ainda assim surgem os falsos amantes do rock and roll para explorar o cara.

Todos conhecemos Gilson Churrasco e sabemos que sua história de vida não se separa da música... e também daquela motocicleta... e também de sua primeira dama...

Gilson Churrasco e sua primeira dama:
companheiros de todos os rocks

Quem sabe Gilson Churrasco não possa ocupar uma cadeira no Hall da Fama of Rock das Palhetadas... ele vai ter que disputar com o Bronha...

Mas antes ainda do Raul from hell, tivemos outro Raul. Foi o Raul do Brígida De La Penha que nos recebeu com as canções do rei e com suas ótimas composições próprias...

Brígida, estamos aguardando o próximo álbum...
daqui a dez anos?

Vida longa ao rock... Vida longa ao Brígida... Vida longa à A Metamorfose...

Vida longa às Palhetadas do Rock...

Mas, antes do final, trecho da declamação da poesia Canto para Minha Morte, de Raul Seixas, por componente do projeto Sarau Poético...



Do seu editor punk...


Acima, Rivaldo, guitarrista da banda Impressão Digital. Abaixo, Jack Zoopatia e Chaguinha. Eita década de 80 velha...




























































2 comentários:

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!

Postagem em destaque

Raul Seixas From Hell

Raul Seixas, From Hell Acima, o guitar man Wilson dando um toque no Raul. É ou não é from hell? Raul Seixas revisitado e...