sábado, 9 de março de 2013

O diabo é o pai do rock!!!




Acho que todos sabemos por que o diabo é o pai do rock, certo? Oh yes, galera! O diabo é uma figura folclórica, criada pelos religiosos que precisavam de uma oposição a Deus.
Assim foi criado o diabo, como uma entidade que representava o mal. Ou seja, aqueles que se afastassem da igreja estariam se afastando de Deus e se aproximando do diabo.
Com essa imagem os religiosos pretendiam, através do medo, controlar seus seguidores (não no twiter, mas na vida de carne e osso). 
Já em tempos mais modernos, todos sabemos as histórias dos negros nos campos de algodão ao longo do rio Mississipi (EUA). Naqueles campos, os negros escravos entoavam cânticos de lamentação, cânticos tristes que contavam a história de algo perdido no tempo, sua terra natal (África) ou mesmo entoando a Deus por sua misericórdia.
Logo passaram a cantar histórias de amores perdidos ou de vidas sem destino. Essas músicas foram levadas dos campos de algodão às suas igrejas, onde se encontravam para aliviar o espírito dos martírios que o corpo vivia.
Aí galera, bem nesse momento é que nós, os roqueiros, surgimos. Todos nós, como uma legião endiabrada no corpo e na alma daqueles negros atrevidos que tiraram aquelas músicas das igrejas e levaram para os salões de dança, fazendo o blues e o rock correrem por nossas veias para sempre...
Então, levantou-se uma voz, firme e grave (será que foi o Frank Sinatra?) dizendo: "rock é coisa do diabo, o diabo é o pai do rock". Então o rock, que surgia do blues, foi crucificado como sendo o mal que afastava as pessoas de Deus...
Oh yes, galera, o diabo é o pai do rock. Mas há quem diga por essas bandas que o Raul é que é o pai... Não façamos polêmica...
Recomendamos ouvir Raul, assistir ao filme Crossroads (Encruzilhada) de 1986, com Ralph Machio e Steve Vai, ler a historiografia de um dos pioneiros do rock (Chuck Berry, Little Richard, Buddy Holly ou Jerry Lee Lewis), tomar muito vinho nacional e, depois, chamar Raauull... pra ver se ele aparece...
Depois, começar tudo de novo ouvindo Led Zeppelin, Black Sabbath e Deep Purple (repertório dessa matéria).
Do seu editor do capeta, palhetadas endiabradas a todos que têm na alma a marca do rock and roll...



Nenhum comentário:

Postar um comentário

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!