Postagens

Mostrando postagens de 2016

Outras Velharias e um Novo Álbum

Imagem
Outras Velharias e um Novo Álbum


Estamos de luto.
Desde a década de 80, com todas as adversidades, os sedentos of rock da terra da Bosta Seca sempre buscaram sua autonomia artística, montando suas bandas de garagem, escrevendo letras próprias e criando seus riffs de guitarra.
Alguém já falou por aí que nós só temos funk e pagode. Pobre diabo, não sabe o que diz! Não sabe que sempre fomos celeiro, celeiro do underground. As gerações passam e as forças se renovam.
Grupos musicais como InMind, Outras Velharias, RHC e as iniciativas individuais de Marcelo Pimenta, Paulo Henrique Linguiça, Danilo de Bona, Dan Carlos e outros que abraçaram a causa da criação autoral, provam isso.
A banda Outras Velharias começou interpretando Ramones e Raimundos, hoje apresenta seu trabalho autoral, repleto de influências do rock nacional, valorizando algumas características da música popular.

Com o EP intitulado Catapora no Toioiô, a banda apresenta letras irreverentes com os riffs rápidos do punk e do hard core.…

Woodstock: a história ainda não acabou

Imagem
Woodstock: a história ainda não acabou


Em prol dos sedentos of rock, as Palhetadas despencaram de nossa amada Cariacica para a maior cidade da América Latina para conhecer um dos templos do rock and roll e do heavy metal.

Nosso destino nos levou até um momento inusitado, nos transportando para o "olho do furacão" através do túnel do rock tempo, lugar em que sempre esteve Walcir Chalas, proprietário da Woodstock Store, inaugurada em 1978.

A primeira visita a Walcir, em sua loja, foi marcada pelo entusiasmo de quem sabe que faz parte da história do rock no Brasil.

Assim que nos apresentamos como emissários do underground capixaba fomos tratados como se fôssemos conhecidos de velha data. Walcir foi muito receptivo e nos contou o que sentiu quando estava no "olho do furacão" como se estivesse revivendo aquele momento em que desembarcou em Londres e percebeu algo fantástico, a era da New Wave of British Heavy Metal.

Minha primeira pergunta a Walcir foi se naquela época ele tin…

Grupo Moxuara 17 Anos Depois...

Imagem
Grupo Moxuara,
17 Anos Depois...


O grupo Moxuara voltou ao palco do Centro Cultural Sesc Glória, em Vitória, depois de 17 anos. Vale a reflexão sobre os mais de 25 anos de trabalho desse grupo de jovens que se reunia nas festas de bairro em Cariacica, mais precisamente nos arredores de Campo Grande, bairro São Geraldo e Vila Palestina, lá pela segunda metade da década de 80.

Mas acreditamos numa premonição... porque quando nascemos, nascemos predestinados, mas ao longo do caminho temos nosso espaço, fazemos nossas escolhas (livre arbítrio?).
Escolhas que Luis Guilherme, Flávio Vezzoni e José Elias souberam fazer muito bem. Nos deram o Moxuara, em verso e prosa.
Ontem, numa bela noite de domingo, contemplamos, nós, os amigos do Moxuara, bagunceiros e felizes, mais uma apresentação intimista e alegre do grupo. Interação como a de uma família, gritos de "lindo" e muitos aplausos.

Boas lembranças no repertório que em 1 hora e 15 minutos nos brindou com canções de seus primeiros trabal…