sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Olho Seco, Jiu-Jitsu Hardcore e 7 de Setembro


Olho Seco,
Jiu-Jitsu Hardcore e
7 de Setembro



Desespero, com Olho Seco...




Olha aê galera, as Palhetadas num bate papo com o pessoal do Olho Seco, depois do show... foi o que deu pra fazer...



Já não é de hoje que as Palhetadas circulam por todos os ambientes do underground... mas somente onde haja ao menos um sedento of rock...

O guitarrista Douglas "metal massacre", e sua guitarra de seis cordas, participaram da 1ª Etapa Estadual de Jiu-jitsu... foi hardcore...




Hoje, depois de um ano e meio de existência das Palhetadas, encontramos nossos seguidores em todos os lugares. Os sedentos estão se multiplicando e criando uma teia do rock...




Vamos dominar o mundo?

Quem sabe se o mundo ouvisse mais rock and roll haveria menos guerras e teríamos mais justiça e amor entre os homens de boa-fé... Oh yeah...

Vamos inaugurar a igreja do rock?

Também não! Não precisamos de templos porque nossos ídolos nunca pretenderam subjugar ou administrar a fé de ninguém... os deuses do rock querem que sejamos livres...

Livres para tudo, até para acompanharmos nossos filhos ao desfile de 7 de Setembro, sem preconceito... Oh yeah! A seguir, o Punk Del Fini Santiago fala o que é ser um pai underground...




E, na seção Folclore Local, Hermes Candidato...


É Punk demais...

Até as próximas Palhetadas do Rock...






segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Isto é Olho Seco, Seco,Seco, Droga

Isto é Olho Seco, Seco, Seco, Droga




Oh yeah, seguidores das Palhetadas do Rock...

Quem tem a garra de arrancar seu próprio olho?

Uma metáfora que sempre terá algo a dizer...




O show da banda Olho Seco foi maneiro...

Os caras foram bem recebidos e nos receberam muito bem, Fábio (vocalista) antes do show ficou entre os fãs, aliás, a banda inteira ficou no meio dos punks rockers velhos.



Tinha punk pra todo lado. O pessoal das bandas Ferida Exposta e Korja SuburbanaPaulo Holzmeister, Od e Alberto Vidal.

Teve punk que tirou foto, abraçou, ovacionou, depois pediu para não publicar as fotos por causa de ideologia. Esse tempo já passou...

Faltaram Celso e Kidão... mas Jack Zoopatia e Paulo Henrique Linguiça, da banda Resistência Hardcore estavam lá... direto da década de 80, no túnel do rock tempo para mais uma roda de pogo, tentando relembrar toda aquela energia...

As camisetas da banda sumiram rapidamente entre uma foto e outra dos fãs...

Os Pedrero ficaram só de coadjuvantes, porque ali ninguém queria saber de rock burguês...





Vieram os Punks do Subúrbio, entre eles o Bob, que deixou o gueto para se infiltrar nas massas da burguesia consumista e alienadas do Centro da Cidade... Luciano Negão, punk velho, marcou presença...




A apresentação da banda foi o que todos esperavam, com muito vigor punk dos velhos tempos.

A banda subiu ao palco por volta das 23 horas. Uma das primeiras músicas tocadas foi Castidade, que, com seu sotaque paulista, Fábio chamou e o público acompanhou.




O gelo já tinha sido quebrado e Fábio estava à vontade.




Em seguida, mandaram Botas, Fuzis, Capacetes; Haverá Futuro? e Desespero.




Entre uma música e outra a banda puxava o rif da música Isto é Olho Seco, até o grande final, com ela mesma e com o público fazendo uma grande confraternização no palco, com punks velhos e a garotada mais nova.




A última música foi tocada à meia-noite.

E foi assim que foi...

Os ícones dos anos 80 estão em plena atividade, longe da porta de saída do underground...




Até as próximas Palhetadas do Rock e vida longa ao Olho Seco...

Do seu editor Punk...



Seção Folclore Hardcore!

Por onde anda Edmo Candotti, vocalista da banda Zoopatia?

Alguns punks juram que este é Edmo no show do Olho Seco.



 



















































































Postagem em destaque

Raul Seixas From Hell

Raul Seixas, From Hell Acima, o guitar man Wilson dando um toque no Raul. É ou não é from hell? Raul Seixas revisitado e...