sexta-feira, 13 de junho de 2014

As Palhetadas são do rock

As Palhetadas são do rock



Oh yes, galera das Palhetadas...

Este seu editor do rock está pelas bandas da cidade do acarajé e do vatapá pra cobrir a Copa do Mundo 2014... hehehe

De Cariacica direto para Salvador/BA.

A cidade é moderna, com muitos elevados, viadutos, shoppings, lazer e violência.

Aqui não dá pra caminhar na praia à noite, é muito perigoso para os rockers desavisados... muitos assaltos.

A Baía de Todos os Santos é gigantesca e linda.

No Centro da cidade e em suas praias tomadas por resorts é fácil ver a pobreza se alastrando em diferenças sociais gritantes...

Aqui, como em todo o lugar, a luta pela sobrevivência depende de cada um.

Uns vendem o que podem para turistas: broches, penduricalhos e lembranças da Bahia...

Outros vendem drogas mesmo porque tem muito turista que usa.

Nos bairros nobres todos são bonitos. Nos bairros pobres fica o Brasil que conhecemos bem...

Mas a Bahia ainda é de todos os santos, e com certeza o diabo não existe aqui, é um folclore... 

Então o rock baiano não pode ser do diabo...

Então é de quem?

É das Palhetadas e dos sedentos. O rock é nosso, ele é mágico... ele é maneiro... não discrimina e não tem denominação. A prova disso, está aqui...




A música sempre foi e sempre será aglutinadora de homens e ideais.

Ruim mesmo são a miséria e a pobreza, a fome e a morte por inanição. Também vêm lá das profundezas a gana por dinheiro e bens materiais acima de tudo. 

Isto sim é dos diabos...

E ainda, com ingressos a mil reais, tem gente que manda qualquer um tomar no cú em rede nacional... que vergonha...

Lá em casa eles não entram com essa boca suja... porque não são do rock...




Fora a Copa do Mundo, estamos aguardando ansiosos o resultado da segunda etapa da seleção dos projetos da Lei João Bananeira.

Estão no forno "A História de Cariacica pela voz de seus Afrodescendentes", o livro de crônicas "Cariacica Punk", a manutenção do blog "Palhetadas do Rock" e "Cariacica Underground - a história do rock nos anos 80"...

O futuro nos aguarda com a agenda do rock lotada de riffs de guitarra e uma cozinha endiabrada.

Prometo postar as impressões do rock de Salvador, que ainda estou procurando...

Até as próximas Palhetadas, do seu editor de sempre... direto da cidade baiana.


TUDO PELO ROCK!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!