domingo, 30 de março de 2014

Cariacica invade show do Ratos de Porão


Cariacica invade Show do Ratos


Ratos do Porão: original mesmo, só os velhos...

Não foi bem assim não, galera...

Na verdade, de Cariacica, dava pra contar nos dedos: esse seu editor que vos escreve, Osvaldo - punk velho, baterista do RHC, Daniels - cronista das Palhestadas, Gustavo Braga - guitarrista de plantão, e Ewerton Grobério... Só nós mesmos, os fuck rockers...

Pensando bem, uma das bandas de abertura do show do Ratos era de Cariacica, a chamada Puritan, que, pelo nome, indica que toca um certo rock cristão... Será?

Fábio do Puritan: Cariacica no palco

O baterista é nosso amigo Fábio, ex-Trino, do Jardim América. Ele tem um estúdio de música em Alto Laje e imediatamente colocou-se à disposição para qualquer composição pró underground...

O cara é parceiro, das antigas, e a banda é boa, vale conferir.

Mas vamos aos fatos, o show do Ratos.

video

João Gordo, estrela como sempre, nem deu as caras.

Já o baterista ficou no pátio vendendo os CDs da banda, como de costume.

Osvaldo, baterista do RHC, com o baterista do Ratos
As Palhetadas se fazendo presente
Bateu papo, deu autógrafos e tirou fotos. Só que ele não é punk.

Bob punk

Daniels, cronista das Palhetadas

Aliás, a banda não é punk. Isso até João Gordo já declarou. Mas a gente esquece e vai lá pra ver o Ratos de Porão, a banda punk mais foda do mundo...

O som dos caras mistura metal, hard core e, acreditem, o mais maneiro e tosco rock and roll, daqueles com solo de guitarra e tudo, e com o João zoando com o guitarrista, tipo "que solo massa!" e tocando a air guitar. Dá pra acreditar?

O som não estava lá essas coisas. Parece que o técnico da mesa não se entendeu com os comandos, e cabos, e retornos, e tudo mais...

O João fez sinal dizendo que o vocal estava muito baixo, mas não resolveu. 

Não dava pra entender a letra, mas ninguém estava ali preocupado com isso.

A curtição foi muita...

O bar Correria, temos que admitir, é massa! Digno dos fuck rockers mais adoradores do underground. Cariacica ainda não tem uma casa assim.

Nos sentimos à vontade, num ambiente rocker. Não se pode dizer que a casa seja temática, mas agrada com sua área de shows anexa ao bar, como um estúdio. Muito bom!

O único problema é que a acústica do local prejudica a boa qualidade do som, mas tá valendo...

Na hora do show do Ratos, não teve jeito, a galera se aglomerou e foi aquele empurra empurra, muitos moshs, mas ninguém ferido.

A banda não se incomodou com a galera subindo no palco e pulando. Até João Gordo deu uma forcinha pro rapaz... Tá lá no vídeo... Ele está bem...

A abertura foi com quatro bandas que começaram a tocar por volta das 21 horas.

Uma delas foi a banda paulista Worst, muito boa com seu hard core pulsante.
Worst, hard core paulista do momento

O visual é: cabeça raspada, muita tatoo, aquele boné de esqueitista e camisetas largas, tipo NBA. Que miscelânea da porra!

Os caras são bons, mas com cara de maus...

Quanto a João Gordo, talvez a descrição certa para seu comportamento não seja "estrelismo".

Vai uma ajudinha aê, João?

Observei que ele teve certa dificuldade para subir os quatro degraus de escada para o palco. Aos 50 anos e com seu histórico de exageros, vai saber...

João gordo com cara de mau

Depois do show, é claro, depois do bis, formou-se uma tímida fila de fãs para acessar o camarim, mas o pessoal estava "puto" porque não sabiam se seriam atendidos.

Não ficamos pra ver...

Bem, fuck rockers das Palhetadas...

Ao som de Misfits, deixo marcado nosso próximo compromisso, o show dos caras aí...

Vamos invadir o show deles.

Sapeca iá iá Cariacica!

TUDO PELO ROCK!














Nenhum comentário:

Postar um comentário

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!