terça-feira, 24 de dezembro de 2013

No túnel do rock-tempo


No túnel do Rock-Tempo

No quarto de Osvaldo, mais de mil imagens
contam a história de sua vida



Oh yes, galera... agora as Palhetadas do Diabo são as Palhetadas do Rock...

As Palhetadas do Rock foram ao encontro de um dos mais ativos punks do Espírito Santo, radicado em Big Fieldcujo mérito que nos leva a ele encontra-se no fato de nunca ter abandonado a cena underground, da qual faz parte desde meados da década de 80, somando-se pelo menos 25 anos de estrada, que, nos idos da década de Renato Russo e Herbert Viana, teve os primeiros contatos com o rock and roll... Trata-se de mister Osvaldo, músico, alfaiate e punk boy...

Na época, morador da cidade dona do monte Moxuara, Cariacica, pôde participar ativamente do movimento de rua que pulsava na região metropolitana do Espírito Santo, especialmente em um dos seus mais expressivos pólos de contracultura, Campo Grande, onde coexistiam o heavys, punks, carecas, new waves, playboys e tantas outras denominações da época.
 
Em meio às imagens, Osvaldo aponta poster com assinaturas de amigos que o ajudaram na recuperação de um infarto que sofreu em 2009: Nicacio e amigos fizeram dois rocks no antigo Bar do Pantera
O parceiro Osvaldo presenciou o surgimento de bandas capixabas como Guerrilha, PhossateryZoopatia e Harmonia Turbulenta. Sob tais influências e pelo gosto aprazível que só o underground pode oferecer, juntou-se a outros loucos pelo rock e formou a banda RHC, em 1992, na época com Paulo Henrique Lingüiça no vocal e Renê Malacarne no baixo.

O percurso de Osvaldo até hoje tem sido marcado pelo rock e por atividades sempre voltadas à contracultura. Participa ativamente do movimento capixaba Caravana Punk ES, formado por artistas do underground como o artista plástico Luciano Negão e Roberto Vidal – monografista da temática punk no Espírito Santo, em conjunto com bandas punk, como o Harmonia Turbulenta, Ferida Exposta, Últimos Humanos, Zoopatia e Atentado ao Pudor.
Sob o olhar de Joey Ramone: RHC vai prensar LP na Alemanha e ensinar o caminho das pedras a quem quiser

Hoje Osvaldo concentra-se nos preparativos para a gravação das músicas para o próximo trabalho da banda.

Pogando ao som de Ramones com o amigo Linguiça









Sem a menor dúvida, Osvaldo merece fazer parte do Hall da Fama das Palhetadas do Rock, porque vive e respira o underground, nunca abandonou seus parceiros e ainda cria com muita vivacidade de expressão...

Em destaque, a mãe de Osvaldo, que tem a unanimidade da galera: ela sempre recebeu cada um de nós de portas abertas, afirmam os amigos do rock

Em sua casa, onde mora com sua mãe apoiadora incondicional do estilo de vida que escolheu, fez de seu quarto não só um templo de culto ao rock and roll, mas, principalmente, uma homenagem a si próprio, à sua história de vida, demonstrando sua visão de mundo.

Osvaldo diz que seu quarto traz a imagem do que ele é, de como foi forjado nos porões do underground, suas influências culturais e gostos pessoais.

Osvaldo diz “tenho imagens de rock, surf e munlheres nuas”, faz questão de destacar.
Osvaldo e amigos: inseparáveis

A impressionante colagem realizada por esse punk velho além de original, é única, pois duvidamos que alguém mantenha, por tanto tempo, com tal preciosismo, o relato histórico de sua própria vida com as imagens de seus ídolos.

São bem mais de mil imagens, de Metallica a Ratos de Porão. Tem Legião Urbana, Ramones, Elvis Presley, Jimi Hendrix, Fidel Castro e tantos outros.

Esse é um dos perfis possíveis desse nosso amigo Osvaldo, baterista da banda Resistência Hard Core – RHC.
Os donos da cerveja

As palhetadas do rock agradecem ao convite desse nosso amigo velho para participar do encerramento do ano do rock 2013, em sua concorrida garagem, local seleto frequentado por amigos que se reúnem há décadas...


Mas desta vez, este sedento of rock que vos fala esteve lá, o que possibilitou esse merecido registro...



Saudações a essa galera tão nobre e unida pelo rock e pelos laços fortes que só a amizade pode trazer...


Como era previsto, cerveja gelada, gente boa e muito hard core...


Palhetadas do rock pra todos... Feliz Natal... porque sem Ele, nada seria possível...


Oh yes...

6 comentários:

  1. caraca esta paletada ta cada vez mais interessante para bens paletada a unica expressão de mídia do rock cariaciquense que existe. no ta 1.
    1000

    ResponderExcluir
  2. ola camarada tira o boy e os racistas carecas da fita se nao queima filme anarco punk ou cai a fora!

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. Paulo, será sempre bem vindo, apareça nas Palhetadas do Rock e em todos os rocks... Grande abraço... Obrigado pela participação...

      Excluir

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!