domingo, 1 de setembro de 2013

Punks, boys e vinil

Punks, boys e vinil



Quem é punk, quem é boy
e cadê a bolacha preta?
Acima: Márcio Vaccari com esse diabo que vos fala e Alessandro Nicacio (Red House) 


Oh Yes, galera do Palhetada do Diabo (agora com a logomarca dos infernos by Teti Comunicação)...

Oh yes, lose yourself to dance, entreguemo-nos à música e diversão…



Punks, boys e muito vinil foi com o que nos brindou o Clube Capixaba do Vinil (com Carlos Rabello, Izanel Julio e cia) tocando músicas estilo rock, pop, bossa, jovem guarda e tudo mais...


Enquanto rolava o som, revivemos as histórias de bem pouco tempo.

Encontramos, das antigas, renascido dos infernos do rock and roll all night of punkers, parceiro de todos os rocks, esbravejando “ninguém tem nada com isso”... Márcio Vaccari, do trio Viva Las Vesgas que prometeu, para logo, uma passada em Big Field.


Encontramos com o grande poeta e ator Marcos Gula e também nosso velho amigo, Flávio Vieira, do Álcool Etílico.


Flávio Vieira do Álcool Etílico, já com o álcool etílico na veia
Marcos Gula (poeta e ator) e Alessandro Nicacio (Red House)


Demos um “salve” pessoalmente ao Edson Papo Furado e lançamos o fedor de enxofre sobre os dj’s da noite.

Edson Papo Furado e seu amigo
DJ Alexandre Lima

Estava por lá também o “andante” Edvan Freitas que, sem dúvida, é um dos maiores artistas de Cariacica na atualidade. Saudações a esse grande músico...

Por isso sempre afirmo, nem tudo é fugaz como as mensagens no Face, porque temos história na música, na literatura, na dança, na arte e tudo mais...



E tenho dito: “quem deixa a música entrar em sua vida não joga ovos pela janela”, anotem isso.



Quem disse que é difícil viver em um mundo sem liberdade, conta com manifestações pontuais como essa, para nos reafirmamos política e ideologicamente... (a la Mauricio Abdalla) e nos sentirmos vivos...



Nicacio, Abdalla e Vaccari curtindo o vinil

Mas, vamos aos fatos...


Esse diabo que vos fala caiu na Rua 7 de surpresa e de carona. Lá, me deparei com uma turma enorme de Cariacica.



Para quem não acompanha o labor da produção cultural, explico que Cariacica sempre foi celeiro do underground, isto comprovado pela longa história de criação autoral que temos...



Sinto falta de criação autoral, mas acho que podemos colher bons frutos da onda de ovação cover que vivemos, afinal, copiar também é criar (?).



Digo aos pobres diabos que não percam uma tarde e noite assim tão boas... E para os solteiros, deu pra ficar na pista até o sol nascer, pro dia nascer feliz...



Saudações do seu diabo preferido, agora... vou dormir um pouco...



Acabei de receber ligação de Anderson Sant'Ana, ex-baterista do Zoopatia, me chamando pra reativar a banda, ir para estúdio e gravar demo.. Vai começar tudo de novo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!

Postagem em destaque

Raul Seixas From Hell

Raul Seixas, From Hell Acima, o guitar man Wilson dando um toque no Raul. É ou não é from hell? Raul Seixas revisitado e...