quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Harmonia Turbulenta: um tiro de vida direto no coração

Harmonia Turbulenta:
um tiro de vida
direto no coração




Saudações ao Harmonia Turbulenta, a maior banda punk de Vila Velha/ES, a mais verdadeira representante dos guetos dos oprimidos e rejeitados da sociedade capitalista ariana capixaba, um autêntico tiro de vida direto no coração, tamanha a inventividade e expressão artística traduzidas por tétrades e tríades, acordes simples e diretos, audíveis e definidos, que traduzem o mais puro rock and roll, ou, como chamam, o mais autêntico hard core e punk rock.


São admiráveis 20 e poucos anos de estrada, desde 1989, dando vida à música autoral com canções que tratam do homem ambiental, social, político e artístico... Músicas como “Mundos Paralelos”, numa onda ao estilo Tim Maia e o mundo racional, e “Pé na Estrada” são uma verdadeira pedra no sapato dos capitalistas que desejam a ordem para o seu particular progresso, porque fazem refletir as realidades interna e externa ao homem comum, chamando-o à revolução...


Noé Filho, Léo "Aranha" e Gustavo Fraga, antes do convite
ao novo membro Jacques Zoopatia, que passa a compor a banda
como guitarrista base e solo


Caros diabos e diabas, sintam o fedor desse enxofre... surpreendam-se, ousem e busquem a harmonia turbulenta dentro de cada um e vejam a verdade da matrix: Noé Filho (voz e guitarra), Gustavo Fraga (baixo e voz), Léo Aranha (bateria e voz) e Jacques Zoopatia (guitarra e voz).


O mérito do Harmonia Turbulenta afasta-se do mundo da ficção, intangível ou além da consciência... Está, sim, no mundo do underground, de onde surgem as inovações de todos os campos culturais da raça humana, e também da música.

Noé Filho então guitarra base da banda Zoopatia
com Edmo Candoti (vocalista) e Fabinho (bateria)
em apresentação no Ilha Acústico, Vitória/ES em 2009

Estamos falando, seus diabos, de uma das bandas autorais mais antigas do Espírito Santo, que fez parte de um movimento cultural em que eram considerados desordeiros, sonhadores e até loucos por trazer algo que a comunidade ainda não entendia.


Vamos saudar a produção autoral do Harmonia Turbulenta e deixar as cópias, as reproduções e os covers musicais de lado.




Vamos saudar o novo, o belo e o bom, porque do contrário vamos morrer de inanição cultural, prestigiando cópias sem propósito criativo e possibilitando o fim de nossa espécie homopensabilis...

Noé Filho: talento de sobra

Saudações àqueles que buscam a verdade, e paz aos homens de fé... 

Enquanto houver ar estaremos respirando e delinquindo esse sistema ganancioso...

Até a próxima... do seu editor de sempre... Tudo pelo rock!





























Um comentário:

  1. Legal Jack! Estou começando a escrever um blog também e eu não estou muito bem; talvez este seja o meu último trabalho. Estou escrevendo porque estou muito triste por não terminar o nosso trabalho. Agora, só me resta a frustração e o abandono. Espero que tudo não tenha sido tempo perdido. Abraços!

    ResponderExcluir

As palhetadas agradecem. TUDO PELO ROCK!